Universidade Federal de Minas Gerais 2018 (Próprio Orgão)

Período de inscrição

19/02/2018 a 12/03/2018

Provas

22/04/2018


Cargo: Jornalismo - 2 Vagas

JORNALISTA: descrição Sumária do Cargo: Recolher, redigir, registrar através de imagens e de sons, interpretar e organizar informações e notícias a serem difundidas, expondo, analisando e comentando os acontecimentos, fazer seleção, revisão e preparo definitivo das matérias jornalísticas a serem divulgadas em jornais, revistas, televisão, rádio, internet, assessorias de imprensa e quaisquer outros meios de comunicação com o público. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Salário Base: R$ 4180,66

REQUISITOS:
Curso Superior em Jornalismo ou Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo e registro na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.

CONHECIMENTOS BÁSICOS:
LÍNGUA PORTUGUESA:
Interpretação de texto. Noções de linguagem, língua e fala. Denotação e conotação: funções da linguagem. Texto e discurso. Intertextualidade e polifonia. Textualidade: coesão e coerência. Variação linguística. Tipos de variação: dialetos e registros. Formalidade e informalidade. Tipologia textual: modos de organização do discurso e gêneros textuais. Conhecimentos gramaticais. Norma padrão escrita da língua portuguesa. Grupos vocálicos, divisão silábica, ortografia. Estrutura de palavras. Flexões do substantivo e do adjetivo. Verbos: classificação, conjugação, predicação; Emprego dos tempos e modos verbais. Pronomes: classificação e seu emprego. Palavras homônimas, parônimas, cognatas e sinônimas. Propriedade vocabular. Estrutura da oração e do período. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Síntaxe de colocação. Pontuação.

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS:
ANTUNES, Irandé. Análise de textos: fundamentos e práticas. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.
CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima gramática da língua portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2007.
CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. São Paulo: Nova Fronteira.
EMEDIATO, Wander. A fórmula do texto. São Paulo: Geração Editorial, 2007.
FÁVERO, Leonor L. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Ática, 2009.
FÁVERO, Leonor L.; ANDRADE, Maria Lucia C.V.O; AQUINO, Zilda G.O. Oralidade e escrita. São Paulo: Cortez, 2000.
GARCIA, Othon. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: FGV, 2009.
KOCH, Ingedore V. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 2010.
KOCH, Ingedore V. e ELIAS, Vanda. Ler e compreender: os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2008.
MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola
Editorial, 2010.
NOGUEIRA, Sérgio. Ortografia. São Paulo: Rocco, 2009.
PASQUALE e ULISSES. Gramática da língua portuguesa. São Paulo: Scipione.
PLATÃO e FIORIN. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 2007.
TRAVAGLIA, L. C. Gramática e interação – uma proposta para o ensino de gramática no 1o e 2o graus.
São Paulo: Cortez, 1996.

LEGISLAÇÃO:
1. Regime jurídico dos servidores públicos civis da União – Lei 8.112 de 1990 e suas alterações. 2. Ética no Serviço Público – Decreto 1.171 de 22 de junho de 1994.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:
Conceitos, teorias e técnicas da comunicação organizacional e comunicação pública. Conceitos, teorias e técnicas de divulgação científica. Conceitos, teorias e técnicas de internet e mídias digitais e redes sociais. Conceitos, teorias e técnicas de rádio. Conceitos, teorias e técnicas de televisão. Conceitos, teorias e técnicas do jornalismo e da notícia. Conceitos, teorias, funções e técnicas da assessoria de imprensa. Ética jornalística.

SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS
BARBEIRO, Heródoto; LIMA, Paulo Rodolfo de. Manual de telejornalismo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002. BUCCI, Eugênio. Sobre ética e imprensa. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
CORRÊA, Elizabeth Saad. A comunicação digital nas organizações: tendências e transformações. Revista Organicom. Edição Especial, n. 10/11, p. 161-167. 2009.
DUARTE, Jorge (Org). Assessoria de imprensa e relacionamento com mídia. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
FENAJ. Código de ética dos jornalistas brasileiros. Disponível em: <http://fenaj.org.br/codigo-de-etica-dos-jornalistas-brasileiros-19852007/>. Acesso em: 22 jan. 2018.
FENAJ. Manual de assessoria de imprensa. 3. ed. Disponível em: <http://fenaj.org.br/wp-content/uploads/2016/08/manual_de_assessoria_de_imprensa3.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2018.
FERRARI, Pollyana. Jornalismo digital. São Paulo: Contexto, 2010.
HOHLFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz C.; FRANÇA, Vera Veiga (Orgs.). Teorias da comunicação: conceitos, escolas e tendências. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.
KISCHINHEVSKY, Marcelo. Rádio e mídias sociais: mediações e interações radiofônicas em plataformas digitais de comunicação. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016. v. 1.
KUNSCH, Margarida Maria Krohling (Org.). Comunicação organizacional: histórico, fundamentos e processos.São Paulo: Saraiva, 2009.
MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria das mídias digitais: linguagens, ambientes e redes. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 2015.
MATOS, Heloiza (Org.). Comunicação pública: interlocuções, interlocutores e perspectivas. São Paulo: ECA/USP, 2013.
OLIVEIRA, Ivone de Lourdes.; LIMA, Fábia Pereira (Orgs.). Propostas conceituais para a comunicação no contexto organizacional. São Caetano do Sul: Difusão, Rio de Janeiro: Editora SENAC, 2012.
POLISTCHUK, Ilana; TRINTA, Aluízio Ramos. Teorias da comunicação: o pensamento e a prática da comunicação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.
ROTHBERG, Danilo. Jornalismo público: informação, cidadania e televisão. São Paulo: Editora Unesp, 2011.
SILVA, Sônia Melo; RUÃO, Tereza; GONÇALVES, Gisela. O desafio da comunicação estratégica nas instituições de ensino superior: um estudo do papel da comunicação na promoção da sua missão social. Revista Comunicando, v. 5, n. 1, p. 218-242, 2016. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/308888801_o_desafio_da_comunicacao_estrategica_nas_instituicoes_de_ensino_superior_estudo_do_papel_da_comunicacao_na_promocao_da_sua_missao_social>. Acesso em: 22 jan. 2018.
TAVARES, Denise; REZENDE, Renata (Org). Mídias e divulgação científica: desafios e experimentações em meio à popularização da ciência. Rio de Janeiro: Ciências e Cognição, 2014.
TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo: por que as notícias são como são. Florianópolis: Insular, 2005. v.1.


Clique aqui para ver o Edital

PROVA
GABARITO
Curso Radix

Av.Treze de Maio, 23 Sala 328. Rio de Janeiro RJ CEP 20031-902 | ver mapa
© Copyright - 2019 | Todos os direitos reservados.